quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Amanhecer = Sexo para adolescentes

“Amanhecer”: pastor Mark Driscoll afirma que filmes da saga Crepúsculo são como pornografia para adolescentes
O lançamento do último filme da saga Crepúsculo, “Amanhecer – Parte II” motivou um artigo do pastor Mark Driscoll com duras críticas aos pais que permitem que seus filhos assistam aos filmes da saga.
De acordo com o pastor, o conteúdo dos filmes é um “lixo fenomenal” que arrecadou mais de US$ 2,5 bilhões em todo o mundo. A estreia no último fim de semana levou o filme ao primeiro lugar das bilheterias em todo o mundo.
A história fictícia, em resumo, apresenta o romance de uma jovem com um vampiro, e o desejo dela em viver ao lado dele eternamente, o que a obrigaria abrir mão de sua mortalidade e tornar-se vampira.
Em seu artigo, Driscoll afirma que a mensagem transmitida pela história da saga é igual à pornografia: “Crepúsculo é para as garotas adolescentes o que a pornografia é para os meninos adolescentes: algo doente, distorcido, maligno, perigoso, enganador e popular”.
O pastor é pai de uma menina de quinze anos e lamentou que a cultura da imposição da beleza prevaleça na sociedade: “Tragicamente, muitos serão levados ao cinema por seus pais, incluindo algumas mães que incentivam a verdadeira obsessão de suas filhas por belos jovens do sexo masculino”, pontuou, de acordo com informações do site da revista Christian Today.
A preocupação de Driscoll se estendeu ao campo espiritual, afirmando que há referências malignas no conteúdo da história: “Essas histórias oferecem uma eternidade sem Deus e sem salvação; no lugar do sangue derramado por Jesus, meninas e meninos derramaram seu próprio sangue para serem despertados para sua própria salvação, de uma nova forma de vida espiritual, cheia de sexo e de comportamento ocultista”, observou o pastor, que apontou para a necessidade de precaução em relação ao entretenimento.
- Nós não tratamos filmes, livros e programas de TV voltados para jovens como diversão inofensiva, mas sim uma ameaça potencial para o bem-estar espiritual de nossos filhos [...] Como pastor e pai, estou particularmente preocupado com os pais cristãos que permitem ingenuamente que esta sujeira entre na vida de seus filhos. Pais não comprem esses livros nem levem suas crianças para ver esses filmes. ‘Esta é a minha oração: que o amor de vocês aumente cada vez mais em conhecimento e em toda a percepção, para discernirem o que é melhor, a fim de serem puros e irrepreensíveis até o dia de Cristo, cheios do fruto da justiça, fruto que vem por meio de Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus’ Filipenses 1:9-11 – exortou Mark Driscoll.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Nenhum comentário: